No contato diário com as crianças e os seus cuidadores surgiu a vontade de criar um blog que pudesse ajudar todos aqueles que se dedicam a cuidar de crianças, a cumprir essa dura e exigente tarefa da melhor forma possível.

Por isso, aqui vai encontrar informações básicas, conselhos e curiosidades sobre o universo de saúde da criança, desde os primeiros cuidados, às doenças mais comuns, passando pela vacinação e alimentação. O objetivo é que este seja um cantinho de reflexão, educação e troca de experiências, que forneça pistas e truques úteis ao acompanhamento da criança desde a conceção à emancipação.

De referir que, além do espaço de comentários no final de cada publicação, foi criada uma área independente, “O Cantinho das Dúvidas”, onde pode expor as suas questões ou sugerir novos temas a abordar.

Dada a enorme diversidade que existe de médico para médico, de mãe para mãe e de criança para criança, os textos aqui publicados pretendem apenas ser mais uma sugestão e uma ajuda, não devendo ser interpretados como regras rígidas a seguir. De sublinhar que nenhuma das informações, comentários ou respostas emitidos neste site substitui a consulta presencial com o médico assistente da criança.

Translate

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Diversificação Alimentar 9-12 MESES

Gema de ovo:
A partir dos 9 meses, podemos  introduzir a gema de ovo, começando por introduzi-la na sopa, em substituição da carne. Começamos com ¼ de gema cozida na primeira semana. Na semana seguinte aumentamos para ½ gema. Na semana seguinte damos ¾ de gema de modo que, ao fim de 4 semanas o bebé estará a fazer pela primeira vez a gema completa. Atenção: até aos 12 meses não dar mais de 1 gema/semana e não iniciar de modo algum a clara, de forma a prevenir alergias potencialmente graves.




Sopa:
A partir dos 9 meses, o espinafre, o tomate, o nabo e a ouve já podem ser dados na sopa. A partir dos 11 meses dão-se as leguminosas (feijão, grão, ervilhas e lentilhas) gradualmente e em pequenas quantidades, podendo ser adicionadas à sopa ou dadas separadamente.





Nota:
Em caso de alergia ao peixe ou à gema do ovo, voltar a tentar a sua introdução só a partir dos 12 meses e em quantidades pequenas! É importante realçar que nesta fase se deve encorajar a criança a provar os novos alimentos, mas não a forçar, pois é normal a recusa de alguns alimentos. Devem experimentar-se diferentes combinações, texturas e métodos culinários. A título de exemplo: 1) em vez de dar ao bebé a sopa com peixe, dar o peixe, a batata e a cenoura em pequenos pedaços ou esmagadas com um garfo; 2) dê ao bebé palitos de cenoura para ir chupando ou roendo; 3) deixe-o mexer com as mãos na comida… Não se esqueça que experimentar passa também por cheirar, tocar, brincar… E quanto mais divertida for esta fase, para si e para o seu filho, melhor! Deve-se também iniciar o treino de beber pelo copo e de dar a colher para a mão: inicialmente não os vai utilizar mas com o tempo vai-se apercebendo da sua utilidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário